terça-feira, 21 de julho de 2009

A bexiga é minha e eu levanto para ir ao banheiro quantas vezes o Theo quiser.

Rá. Não tem quem fique aqui pra me substituir numa casual ida ao banheiro para esvaziar a bexiga que vive constantemente cheia. Aí né que daqui a pouco tô dizendo “Tchau, I have to GO now!” porque Theo vai estrear nesse mundão de meu Deus. E aí, Bial?
Porque se eu vou ao banheiro porque meu filho está sentado em cima da minha bexiga, num viagem rápida de cincominutos, geral pira. É no mínimo um piquero de recados e uma fila de paciente esperando para falar comigo.
E eu tô treinando alguém para me substituir daqui há trêsmeses?
Não...
E o sistema é bem fácil de manusear e nada metódico?
Não...
E eu tô preocupada com isso?

N e m u m p o u c o .