sábado, 31 de janeiro de 2009

A saga do gessoporcaria.

Minhagente, parece até piada. Fui bater no dr. ortopedista ontem a noite com o dedo latejando de dor. Eis que dr. ortopedista era amigo de longa data. Enfim, dr. ortopedista pediu que retirasse o gesso para examinar, e lá se foi meu lindo gesso azul todo costumizado e cheio de assinaturas das minhas amigas BISCAS. Dr. examinou e constatou que não houve nada de mais sério, mas que tenho que continuar com o dedo imobilizado por mais 10 dias. Aham, é já que eu agoento. Só que dr. ortopedista disse que eu não colocaria o gessoporcaria de volta [meanimei,gente] e sim uma tala [broxei,gente].



Mas tá tudo legal.



 

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Da série: sou bruta e não nego!

 


Centro de Teresina, calor insuportável, gessoporcaria querendo competir com o calor.

Personagem I:
A gatinha quebrou a patinha?

Eu:
Aham, quebrei quando arrebentava o maxilar do último imbécil que me chamou de gatinha.




 

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

bel diz:.
aiii, que dor
bel diz:
e aí, trincou o osso?
aham, Deni. diz:
aham
aham, Deni. diz:
tá no gesso
bel diz:
deni do céu, tá precisando te enrolar no plastico bolha haieuheuihaiuahae
aham, Deni. diz:
HAHAHAHA
aham, Deni. diz:
não dá idéia



o caso é o seguinte. ontem, acordei serelepe como sempre na expectativa de mais uma semana inteirinha [/sarcasmo] de trabalho. daí que desci do carro para comprar meu café da manhã e empurrei a porta com força. o pensamento rápido: segurar a porta para que o Bráulio não brigasse comigo. mas a mão não foi tão rápida e aí eu vi estrelinhas. a porradaporta fechou com meu dedo polegar esquerdo foi dicumforça. o dedo inchou, alternou entre vermelho, verde, roxo e preto. foi aí que decidi ir ao médico. quebrou. dez dias com esse gessoporcaria na mão. incomoda, e dói, e incha, e incomoda mais. e eu trabalhando. é tipo, chupar cana e assobiar. e a porradessetelefone não pára de tocar, inferno!
estresse.




por isso, a bel tem toda a razão;

sábado, 24 de janeiro de 2009

'e é morrendo que se vive para a vida eterna...'

Ontem descobri por acaso a história comovente de uma guerreira chamada Mariana Bridi, modelo e ex-miss Sergipe. Mariana foi vítima de infecção generalizada. Ela começou a passar mal no dia 2 de janeiro. E após fazer exames, foi encaminhada ao hospital já com infecção generalizada causada por uma bactéria altamente resistente a antibióticos. Nesta terça-feira (13), o caso se agravou. A falta de oxigenação nos pés fez com que ela tivesse que ser submetida a uma cirurgia: teve os dois pés amputados. E logo depois, as duas mãos. Ela queria viver, custe o que custar.
Na quarta, Mariana teve hemorragia interna e foi submetida a uma cirurgia onde retiraram parte de seu estomâgo. O quadro se agravou, e ela já havia perdido os rins também, necessitando de hemodialíse. Tudo foi feito, doações de sangue, correntes, orações, mas a vontade de Deus que tinha um propósito maior foi feita. Mariana faleceu hoje, às 03hs da manhã na UTI de um hospital.

O que são 21 dias?
Para ela, foram 21 dias de luta.
Ela queria tanto viver, ela queria tanto continuar viva, mesmo com todas as privações que ela teria de agora em diante.
Ela, que era modelo e ex-miss, agora teria uma vida muito diferente. Mas ainda sim ela queria essa vida.
Ela tinha sede de viver.

Quantas pessoas não reclamam da vida que têm, meu Deus. Quantas pessoas não dão valor a vida e a acham ridícula porque não tem uma bolsa com um macaco empendurado ou uma calça com uma grande etiqueta de marca. É um absurdo...

Eu não tenho mais o que falar. Eu tô arrasada com o falecimento dela. Que ela encontre a paz que precisa...

Procurem no orkut e no google: 'Mariana Bridi' para maiores informações.


 

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

 


quando eu era menor eu lembro muito bem da minha mãe me dizer que a vida não era fácil.
eu sabia muito bem que não estava mentindo, mas eu não pensei que poderia ser bem pior do que ela dizia.




 

sábado, 17 de janeiro de 2009

Assim que cheguei em casa coloquei o chip que você me deu no celular. Tava lá mexendo quando encontro arquivada no chip aquela primeira mensagem, lembra?
Há exatos um ano e dez meses. Naquela noite que a gente se conheceu. Quando eu desci do apartamento e você estava lá; O amigo da Lara, irmão da Amanda. Meu futuro companheiro, quem poderia dizer. Eu sentei atrás de você e adorava aquele joguinho de troca de olhares pelo retrovisor do carro. Eu ria efusivamente e te queria descontroladamente. Eu te quis assim, logo de cara. Por uma noite, por duas, quantas você me permitesse te querer. E eu te quis ainda mais quando na festa o mundo inteiro conspirou para que a gente ficasse junto, porque todo mundo podia vê que a gente era lindo junto. Veio você, com o violão para me encantar, a música preferida da minha banda preferida seguida do melhor beijo do cara que, sinceramente, é muito mais que preferido. ETERNO.
E desde aquele dia 'eu carrego comigo a grande agonia de pensar em você toda a hora do dia...'


22 meses e seguindo.
Te amo.




17 de março de 2007.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

 


Com temperaturas médias de 38º que nós, teresinenses suportamos costumeiramente, hoje o dia amanheceu noite. Amanheceu com aquelas nuvens carregadas de vontade de mais dez minutos no despertador. Com desejo de um pé querido enrroscados nos meus pés com unhas pintadas de vermelho. Com querer de beijo na boca para sentir o corpo pegar fogo e esquentar a ponta do nariz. Com abraço e respiração no pescoço. Eu sou encantada. Pela chuva, pelas nuvens, pelo vento. E hoje, apesar do frio, coração tá aquecido porque pra mim isso tudo é mágico.


 

terça-feira, 13 de janeiro de 2009



O cúmulo da paixão é quando me vejo rolando na cama pensando em você até três horas antes do horário em que eu devo acordar pra ir trabalhar. É quando escuto sem parar todas as músicas mais lindas do mundo que foram feitas pra mim e pra você. É quando escrevo em toda folha de papel que caia nas minhas mãos o seu nome e o meu emoldurados por um coração torto de ansiedade por você. O cúmulo da paixão é quando imagino seu sobrenome no meu nome e você em mim pro resto de nossas vidas. É quando assisto todos os filmes que marcaram você pra que eles se tornem os filmes que nos marcaram mesmo que para mim alguns fiquem marcados como o filme mais idiota dos últimos tempos.
O cúmulo da paixão é às setes horas da manhã rabiscar estas palavras na contra capa do meu livro predileto. É pedir aos céus de cinco em cinco minutos que no final do dia você me diga que passou o tempo inteiro pensando em mim e que não via a hora de me ver. É poder sorrir pra você e dizer: eu também.
Eu, irremediavelmente, me apaixono por você todos os dias. Como se fosse a primeira vez.


 

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Ok, eu admito. Nem tentei. :D





Procurei logo a mesa que mais próxima ficasse do freezer e fiz a festa. RÁ! Dancei horrores com a aniversariante que coloca muita meninazinha no chinelo. Mas fui embora relativamente cedo, afinal go-planícies-morbidas-e-tediosas-do-interior para almoço de El Papito. Mas chegar em casa foi um capítulo a parte, não aguentava ficar com os olhos abertos porque o movimento do carro me deixava tonta, não queria ficar com os olhos fechados porque dava aquela sensação que eu tava caindo. HAHAHA
Sem contar que a cama ainda ficou um bom tempo brincando de gangorra comigo. Eu sou mesmo uma bêbada sem costume.


 

sábado, 10 de janeiro de 2009

E hoje tem cana! :D

 
Aniversário da queridíssima Roselis, sogrita da minha irmã e a pessoa com o espírito mais jovem que eu conheço. Admirável! Então vamos beber muito e queimar umas carnes para comemorar que essa pessoa maravilhosa existe no nosso convívio. :)
E amanhã, go sítio nas planícies morbidas e tediosas do interior para a comemoração dos 51 aninhos de el papito.


Nota: Tenho como objetivo em 2009 não sair nas fotos SEMPRE com copos de bebidas alcoolicas na mão, assim como em 2008. RÁ! Oremos todos e aguardemos pelas fotos na segunda ;)

 

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009



Oi Pai.
Como eu posso começar? Como eu posso te dizer? Quais são as palavras certas?
Você diz que eu sempre fui uma menina de muitas perguntas e você, como o bom herói da minha vida que é, sempre respondeu a todas elas. Hoje você completa 51 anos. Eu te conheço há quase 21. Tempo, hein pai?! E mesmo com esse tempo todo eu ainda te acho o melhor dos melhores heróis humanos que existe. Mesmo com todos os erros, dores, lágrimas, você pra mim sempre foi o melhor. Sempre. Eu poderia juntar como numa colchinha de retalhos pedacinhos de músicas que poderiam traduzir o que eu tento lhe dizer hoje. Algo como: "Eu tenho tanta pra te falar, mas com palavras não sei dizer como é grande o meu amor por você..." ou ainda "Pai, você foi meu herói, meu bandido. Hoje mais, muito mais que um amigo..."
Poderia também contar algumas lembranças que eu tenho de você, que só de menciona-lás já seria notório a devoção que eu tenho a ti.
Eu não sei o que te dizer, mas você sabe que eu te amo, que eu te adoro, e que você pra sempre será o homem da minha vida.
Feliz Aniversário, Meu Vascaíno Preferido.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

É o seguinte.

Se os pacientes dessa clínica não começarem a ser educados com a recepcionista (que por um acaso é essa que vos escreve) a notícia de primeira página de um jornal qualquer vai ser essa:

"EM ACESSO DE RAIVA, RECEPCIONISTA DE CLÍNICA ODONTOLÓGICA AGRIDE PACIENTE COM UMA SAPATADA NO MEIO DA CARA"


Oremos todos pela minha paciência.

 

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

 

fica aqui ó, dentro de mim. pulsando livre e descompassado. cheio de uma alegria e um prazer sem fim. me faz sorrir com o sol do teu sorriso e me embreaga com esses teus olhos de uma cor que eu não sei definir. me envolve com a tua voz, com os teus beijos, abraços, carinhos. me deixa amanhecer com você, porque com você eu sou muito melhor do que qualquer dia eu fui.


 

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

 


Até hoje eu descubro coisas que estavam
na minha bolsa e o filhodaputa levou.

Éoseguinte, Deus o proteja dos meus pensamentos.

 

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

O tempo de cada um.

 
- Teu celular tem cronômetro?
- Não...
- Então, marca aí no teu relógio.
- É que meu relógio é mais lento...
- Menina, o tempo é o mesmo em todo relógio.
- Não, meu poteirinho é mais devagar.



Invejei, ó.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Que País é esse?

 
Em 31 de dezembro de 2008 eu encerrei meu ano sendo agredida, xingada e humilhada por um marginal. Esse cidadão me abordou enquanto eu me dirigia a residência do meu namorado às onze horas da manhã. Dirigindo uma moto preta com um saco amarrado na placa, o infeliz parou próximo a mim, me mostrou a arma que estava na sua cintura e começou a me aterrorizar. Vagabunda sou eu que trabalho dozehoras por dia para poder comprar o celular, a carteira e a minha linda bolsa de marcar que ele levou sem esforço. Vadia sou eu que nunca fiz mal nenhum a qualquer cidadão que fosse. Cretina, puta, e tantos outros nomes que ele me disse são merecidos a mim que só chorava e em momento nenhum poderia se quer oferecer risco a ele. Tudo era desnecessário.
Muito pior do que perder os itens materiais que me foram levados (porque isso, eu como trabalhadora vou conseguir re-haver) foi o terror que ficou intrisíco em mim toda vez que dobro aquela rua, ou vejo alguém se aproximando de mim. Eu sinto como se aquele cara tivesse levado a minha liberdade.