quarta-feira, 23 de março de 2011

1 ano e 5 meses de nós, Vida.

Você era tão pequeno, filho e eu já sonhava com o dia em que eu chegaria do trabalho e você correria ao meu encontro, abraçaria minhas pernas e sorrindo diria “mamãe”. Hoje eu almejo a cada amanhecer que essa hora do dia chegue logo, e possamos juntos comemorar mais um dia de descobertas suas, e minhas também.


Oh, can't you see
You belong to me
How my poor heart aches
With every step you take

Every move you make
Every vow you break
Every smile you fake
Every claim you stake
I'll be watching you
Every Breath You Take - The Police

quarta-feira, 16 de março de 2011

I just need your love ♡

Naquele dia 17 de março de 2007, eu fui com a cara e a coragem sem pretensão nenhuma de ser acertada. Conheci você, seu sorriso, e o meu companheiro da vida toda. Nesses quatro anos, você sabe me responder quantas vezes já ouvimos nossas músicas juntos? Quantos km’s já percorremos juntos? Quantos sonhos realizamos, ou quantos ainda estão a nossa espera? Nesses quatro anos, quantas vezes já dissemos em palavras que nos amávamos, ou quantas vezes já magoamos nossos corações? Quantas vezes já dissemos sim para nós mesmos?
O que começou naquela noite de 17 de março de alguns anos atrás, tomou dimensões imensuráveis em pouco tempo, hoje é materializado na forma daquilo que nada mais é que o resultado do meu amor por você, e do seu amor por mim; Nosso Theo.
É tanto a te agradecer; é tanto a me desculpar. Eu só queria estar lá a cada vez que eu não fui a mulher de jeans rasgado e blusa branca por quem você se apaixonou, só queria recuperar o sorriso daquele cara apaixonado que segurou a minha mão e me puxou de volta para o carro para me dar o último beijo de boa noite naquela primeira noite do resto de nossas vida, só queria perder o fôlego e recuperá-lo mais do que imediatamente como na primeira vez que você me amou e eu amei você, só quero o cheiro de chuva na rede da varanda escutando nosso eterno “Dor de Cotovelo Song’s”.
Talvez amanhã, ou depois, ou quem sabe no segundo após você ler esse texto eu possa recuperar como num toque de mágica tudo que se perdeu pelo caminho ao logo dos quatro anos do nosso felizes para sempre, pois apesar dos “pesares” a nossa história é tão linda, tão incomum e verdadeira que sempre vai valer a pena mais um capítulo a escrever.


Feliz 4 anos de Felizes para Sempre, Amor de uma vida inteira.
Love You Till The End.

quinta-feira, 10 de março de 2011

 
Na semana do Carnaval percebemos que Theo estava um pouco cansado. Levamos no Prontomed Infantil, e diagnóstico: Início de Pneumonia devido uma gripe mal curada. Não preciso nem dizer a sensação para as mamães que lêem meu blog, né? Fiquei sem chão. Uma série de cuidados e sessões de fisioterapia nos turnos da manhã e tarde. Os cinco primeiros dias me deixaram uma pilha. Noites mal dormidas, horários rigorosos dos remédios, fisioterapia pela manhã e pela tarde, inalação quatro vezes por dia. Graças a Deus, meu pedacinho de céu de portou muito bem, não encrencava para tomar os remédios, foi muito elogiados pelas tias fisioterapeuras. Enfim, o pior já passou, mas foi um baita susto.
AH! Perceberam? Theo está de corte novo. :) Um rapaz, não?