terça-feira, 29 de setembro de 2009

Eu ando tendo picos de disposição, mas quando o oposto ataca me tirar da cama tende a ser algo dificílimo. Daí alguém me explica, porque tudo tá aqui, prontinho só pra meu pedacinho de céu chegar e eu tenho a leve sensação de que falta algo?
Pro Theo não falta comprar absolutamente mais nada. Só terminar algumas lembrancinhas, pois resolvi aumentar o número a pedido da minha mãe.
Pra mim também não falta mais nada. Calcinhas, camisolas, e tudo mais já estão adquiridos.
Realmente tá faltando algo, ou tudo é fruto da minha mente insana e ansiosa?!


Enfim, semana que vem vamos marcar a data. E dá um frio na barriga saber que tudo está tão próximo agora. Eu leio e releio o primeiro post que fiz aqui sobre a minha gravidez. E parece que não faz muito tempo. E não faz mesmo, foi o tempo que acelerou e fez com que a magia e o doce que foi todo esse capítulo da minha gravidez passar tão rápido...

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

terça-feira, 22 de setembro de 2009




Eu sou a música que um estranho tocou há alguns anos atrás para me conquistar. Eu sou também tantas outras músicas que ouvimos juntos. Eu sou os lugares que fomos, que passamos, que visitamos, que guardamos de alguma forma dentro de nós. Eu sou o vento, o tempo ameno, o cheiro da chuva dentro daquela rede verde, quando ainda éramos só nós dois. Eu sou a sinceridade do teu “Eu te amo”. Eu sou o desequilíbrio do teu equilíbrio. Eu sou aquela vontade de um instante mais, de um suspiro a mais, de um segundo a mais. Eu sou o beijo mais romântico de todos os mais belos romances que já vimos juntos. Eu sou aquela palavra que você sempre quer escutar. Eu sou a sensação de tranqüilidade no nosso abraço. Eu sou a saudade quando o celular toca. Eu sou seu tudo, seu mundo, seu eu. Eu sou a nossa família. Eu sou bem mais do que as palavras podem explicar.
Mas, por mais que eu seja, Bráulio, nada vai superar o que você é pra mim.




 

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Oito de Outubro.

Não é a data que eu o terei finalmente em meus braços, mas é a data que eu o saberei quando o meu melhor sorriso se formará. Oito de Outubro é o dia que marcarei a sua chegada! Como essas 34 semanas, quase 35 passaram rápido. Que saudade que dói por antecipação de te ter aqui dentro. Que ansiedade de te vê aqui fora.
Que amor imenso eu tenho por você, Meu Pedacinho de Céu.
Contagem Regressiva...
Amor Imensurável!


segunda-feira, 14 de setembro de 2009


Daí eu ando realmente muito ausente daqui. Mas sentar aqui no computador pra mim é um luxo. Ainda to de repouso absoluto, mesmo não sentindo mais nada e também ainda organizando o quarto do Theo (que tá ficando lindo!). Berço, guarda roupas, cômoda e prateleira montados. Farmacinha, porta-fraldas, abajur e os portas trecos entregues, falta somente o cheguei que me atrasei um pouco em encomendar, mas será esse aqui:





Com a camisa do Vasco e um pouco mais loirinho.



O quarto já está pintado, exatamente como eu queria. E falta somente a cortina que eu e minha mãe faremos ainda essa semana. As lembrancinhas já estão quase prontas. Falta apenas mais 24 para completar a quantidade que eu queria fazer.
Fiz todos os exames que Dr. Marcelo prescreveu, e na ultrassonografia acusou que o Theo está com 2.050kg. Fiquei arrasada... Completei 34 semanas no sábado passado e filhote tá assim, tão magrinho.
Enfim, médico marcado para quarta e é só esperar a bronca e o parecer.
Tá tão pertinho...


Ah! Dri (mamãe da Giulia), Ju (mamãe da Clara), Lih (mamãe do Nando), Dani (mamãe do JV), Catarina (mamãe da Sofia) preciso do e-mail de vcs.

Beijinhos,


Mamãe e Theo

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Opa! Calma, calma que o Theo ainda está aonde deve está! Dentro da barrigota da mamãe.
Então, vamos lá. Há alguns dias eu vinha sentindo uma dores na região pélvica, mas achava que era normal, efeito dos esforços que eu andava fazendo lá na clínica. (Aliás, isso merece um post revoltante depois). Enfim, na segunda quando acordei as dores vinheram, mas ainda eram suportáveis. Quando cheguei a clínica, sentei sem ar e veio uma dor enorme, essa foi quase que insuportável! Mas eu tava sozinha, então o jeito era esperar alguém chegar ou então vê o que acontecia. A dor passou e não voltou mais tão forte, só que em certo momento eu me levantei da minha cadeira e quase não consegui ficar em pé... Chamei uma colega da clínica, comecei a chorar porque a dor estava insuportável, ela ligou pro Bráulio e a correria começou. Eu não conseguia nem me pôr em pé! Como o Bráulio não chegava, a Dra. Mirella me pós no carro e me levou para maternidade. No caminho ligamos para o Dr. Marcello, mas ele estava viajando. Me encaminhou para uma obstetra amiga, Dra. Karla Eulálio que diga-se de passagem me atendeu muitíssimo bem e me tranquilizou bastante. Ela ouviu o coração do bebê, fez o dolorido toque e constatou que apesar de não ter dilatação, o útero estava baixo e com a 'entrada' um pouco macia (o que é propício para dilatação). Passou o Inibina de 6/6hs e mais Buscopan para as dores. Lógico que eu rumei para casa da minha mãe, ninguém melhor do que ela para cuidar de mim e do meu filhote. Repouso absoluto era o lema!
Na terça feira a tarde, me dispedi do Bráulio que ia pra faculdade e fui ao banheiro. Urinei sem sentir nenhum desconforto ou dor e ao me levantar vi que havia pingado sangue no chão. Senti um desespero enorme, mas consegui manter a calma. Chamei pela minha mãe e pedi que ela ligasse pro Bráulio e pedisse que ele voltasse. Minha mãe estava ainda mais nervosa que eu. Fomos para maternidade e por sorte o plantão da Dra. Karla havia começado naquele instante, ela me examinou e preferiu me internar para que eu tomasse as doses de corticóide para o amadurecimento do pulmão do Theo. Eu nunca me senti tão impotente, tão estúpida, tão fraca por estar ali, correndo o risco que meu filhote nascesse com apenas 32 semanas. Eu me culpei durante todo o discurso que a Dra. Karla fez de que tudo daria certo. Dei entrada na maternidade para observação às 19hs de terça (01/9), fiz vários exames na manhã seguinte para descobrir a causa do sangramento juntamento com a ameaça de parto prematuro. Na quinta, às 11hs tive alta e a recomendação do repouso absoluto. Fiz uma ultrassonografia na maternidade e foi constatado que o filhote está apenas com 2kg. Precisa engordar mais um pouco, e só então pode pensar em nascer. Dr. Marcelo chegou ontem e já fui me consultar, ele me deu um atestado de 15 dias e em seguida daremos entrada ao pedido de afastamento.
Enfim, agora é só ficar o mais quietinha o possível, conversar bastante com esse rapazinho apressado para que ele espera mais 4 semanas!
Obrigada por toda a preocupação, meninas! Não havia dado notícias antes porque aqui em casa foi uma correria para reformar os quartos e agilizar ao máximo o que fosse possível para o Theo chegar com tudo no lugar. Meu pai colocou o computador no quarto da minha irmã e a internet simplesmente não entrava. Problema que foi resolvido hoje! Ou seja... Voltaremos agora com as postagens mais frequentes!
Adoro vocês!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Theeeo

Gente, aqui quem tá postando é o Bráulio, pois a Deni teve que ir às pressas pra maternidade. Ela sentiu umas dores muito fortes na região pélvica, e a médica que a atendeu achou melhor interná-la em observação por 24h.

Ela fez uma US hoje pela manhã e tá tudo bem com o Theo. Vai ser liberada hoje à noite. Quando voltar, ela lhes dará mais detalhes.

Um abraço,
Bráulio.