quarta-feira, 24 de junho de 2009

Sobre os Correios e Serviços Úteis que são Inúteis.

Eu lembro há uns anos trás quando o príncipe encantado da vez estava há 365km daqui por tempo indeterminado e tronxa lamentava noite e dia pela distância, que o primeiro contato com os Correios me fez ter ódio das cores amarelo e azul. Sabe como é. Véspera do Dia dos Namorados, aquela comoção toda, digníssimo lá na baixa da égua e meu presente chegando Via Sedex 10. Daí, digníssimo me liga para desejar Parabéns pelo ‘nosso dia’ (nota: gente, como eu tava azeda de ódio naquele dia) e perguntar se eu gostei do meu presente. Comassim, Bial? Que presente? Chegou nada aqui não.
Me dá o número do lote, ligo para Central dos Azulzinhos e descubro que meu presente foi... Ex-tra-vi-a-do.
Desde então, minha relação com os Correios nunca mais foi restabelecida.
E piorou muito agora que eu mandei o Cd da Adriana há mais de duas semanas e nada de notícia da chegada. Como é? Eles tão domesticando lontras para trabalhar lá?

Amiga, quero pedir desculpa pela demora, vou fazer de novo, mandar novamente com rastreio, acender uma vela e fazer promessa para Santo Antonio permitir chegar.

Desculpa, eu e Theo adoramos você!


=*