sábado, 6 de junho de 2009

Amando mais do que o amor é capaz;


"Pra começar, 'eu te amo imensuravelmente'. Uma palavrona enorme, que você já deve ter ouvido eu dizer algumas vezes daqui de fora, pra você que ainda tá aí dentro. Mas é isso mesmo, eu já te amo. Desde o momento que sua mamãe me tirava o sono de tanto vomitar. Desde que o médico disse pra ela 'Você está grávida' e eu escutei. Pois é, eu fui a primeira pessoa a saber que você estava vindo pra gente. Eu te amei bem mais quando eu te vi pela primeira vez, lindo lá, naquela tela. Te amei mais ainda quando você começou a aparecer pra gente, quando você começou a chutar, a impor suas vontades. Eu te amo, amo tanto. Eu não vejo a hora de te vê logo, de te tocar, te de abraçar pra poder te amar ainda mais. Eu sou a sua Dindinha louca, que vai fazer todas as suas vontades, que vai te ajudar em todos os momentos. Eu tenho tanta coisa pra dizer, mas acho que por enquanto é isso. Amo você... Amo muito, muito sua mamãe, que também é minha bebêzinha. Amo muito seu papai que fez você pra gente.Aqui fora tem um tantão de gente que não vê de você chegar. ;) Beijos da Dinha chorona."

 





Escrevi esse texto alguns meses antes do meu afilhado nascer, e hoje ele está completando 10 meses. É tão clichê dizer como passou rápido...
Mas enfim, é assim que me sinto "amando mais do que o amor é capaz..."
Parabéns, amorzinho. Dinha chega daqui a pouco pra encher de beijos essas dobrinhas todas! :]