quarta-feira, 20 de maio de 2009

Filhote, hoje eu vou te falar um pouco do seu pai.





Papai se chama Bráulio Ygor, com 'y' mesmo e assim como a mamãe não é muito fã do seu nome. Ele é uma pessoa integra, batalhadora, educada, sincera. Ele foi o melhor presente que a Mamãe já ganhou por algum tempo, e aí ele se superou e me deu você. Ah, seu pai tem um senso de humor sem igual. Acredita que quando fui contar aos prantos que você estava dentro de mim, ele olhou nos meus olhos e disse: "E você tá chorando assim porque acha que eu vou te bater?". Eu não sabia se ria ou chorava. Filhote, vou avisando logo que Papai não é muito ligado a datas. O que fez que com que Mamãe já arrancasse muitos fios da sua cabeça loira de tanta vontade de arrebentar o lindo nariz dele. Mas Papai ama sua Mamãe, independente de datas e comemorações. E Mamãe tem essa certeza assim como a certeza de Eu Amo Você. Papai já deu inúmeras provas de amor à Mamãe. Muitas mesmo...
E Papai é louco por você. Tem umas preocupações excessivas, às vezes. Não deixa que a Mamãe esqueça de tomar as vitaminas um dia se quer. Sempre dá um jeito de perguntar se Mamãe já comeu algo. E no dia que nós o vimos na primeira ultra, se segurou muito para não chorar, mas o olho brilhou muito. Assim como brilha todas às vezes que apresenta a Mamãe e "seu herdeiro" como costuma falar para algum amigo. Sua vó Deusa ama de paixão seu Pai. Chega a ser cómico!
Enfim, esse é seu Papai, e eu não tenho dúvidas que ele já te ama imensuravelmente e que você também vai amá-lo tanto quanto eu.