quarta-feira, 4 de novembro de 2009


A mágica de ter um filho é ver nele um pouco de você, misturado com um pouco da pessoa que você ama e, ainda assim, saber que ele não é nenhum dos dois. É sublime, filho. Você me conquista pelas nossas semelhanças e também por tudo que você veio acrescentar na minha vida. Todos os dias me vejo apaixonada por ti. É o seu pai em você. É ele em mim. Somos nós dois, eu e ele, ganhando mais estrada pela vida afora. De um jeito que você vai escolher. Isso é perfeito demais.