sábado, 24 de janeiro de 2009

'e é morrendo que se vive para a vida eterna...'

Ontem descobri por acaso a história comovente de uma guerreira chamada Mariana Bridi, modelo e ex-miss Sergipe. Mariana foi vítima de infecção generalizada. Ela começou a passar mal no dia 2 de janeiro. E após fazer exames, foi encaminhada ao hospital já com infecção generalizada causada por uma bactéria altamente resistente a antibióticos. Nesta terça-feira (13), o caso se agravou. A falta de oxigenação nos pés fez com que ela tivesse que ser submetida a uma cirurgia: teve os dois pés amputados. E logo depois, as duas mãos. Ela queria viver, custe o que custar.
Na quarta, Mariana teve hemorragia interna e foi submetida a uma cirurgia onde retiraram parte de seu estomâgo. O quadro se agravou, e ela já havia perdido os rins também, necessitando de hemodialíse. Tudo foi feito, doações de sangue, correntes, orações, mas a vontade de Deus que tinha um propósito maior foi feita. Mariana faleceu hoje, às 03hs da manhã na UTI de um hospital.

O que são 21 dias?
Para ela, foram 21 dias de luta.
Ela queria tanto viver, ela queria tanto continuar viva, mesmo com todas as privações que ela teria de agora em diante.
Ela, que era modelo e ex-miss, agora teria uma vida muito diferente. Mas ainda sim ela queria essa vida.
Ela tinha sede de viver.

Quantas pessoas não reclamam da vida que têm, meu Deus. Quantas pessoas não dão valor a vida e a acham ridícula porque não tem uma bolsa com um macaco empendurado ou uma calça com uma grande etiqueta de marca. É um absurdo...

Eu não tenho mais o que falar. Eu tô arrasada com o falecimento dela. Que ela encontre a paz que precisa...

Procurem no orkut e no google: 'Mariana Bridi' para maiores informações.