quinta-feira, 29 de julho de 2010

Acabei de ligar pela milésima vez pra minha mãe para saber do meu Pedacinho de Céu. Desde ontem vi alguns blogs falando sobre a história de um guerreirinho, também chamado Theo. Li todo o arquivo do blog da mamãe Aline, e a cada desabafo dessa Mãe Guerreira o meu coração diminuía um pouquinho de tamanho. Eu não pude não pensar no meu pequeno Theo.
Depois que eu nasci como mãe, passei a acreditar que Deus existe. Passei a amar e admirar ainda mais minha mãe. Descobri o que é amar de verdade alguém. Escutei o meu coração batendo fora do meu peito, e o meu sorriso ser o sorrisinho banguela de outra pessoa.
Já passei por algumas provações como mãe, já deixei de dormir a noite toda pelo meu filho, já chorei por horas vendo meu filhote internado, já me desesperei várias vezes. Mas eu tenho certeza, eu nunca senti o que essa mãe deve estar sentindo agora. A angustia que eu sinto agora, a dor, a sensação de impotência deve ser infama diante de todos os sentimentos dessa mãe.
Aline, querida, FORÇA, FÉ e CORAGEM.
Estamos em oração pelo seu Theo, e Deus vai operar na vida dele.