terça-feira, 7 de outubro de 2008

Oi, eu me chamo Maria!

e não dá mais, não. fala sério! aliás, fala serissímo!
eu já devia ter me acostumado, mas eu simplesmente não consigo.
ao longo dos meus 20 anos, já fui chamada de tudo quanto foi jeito, o menos comum é o meu próprio nome.
exemplos: Gardênia (esse é compreensível), Jardênia (não suporto, de onde esse povo tira esse Ja?!!), Jordânia (ridículo!!!), Guerdênia (horrível, mas um pouco compreensível), Gerdânia (dânia??!!), Jardânia (por quê?), e por aí vai. e esses foram exemplos de como o povo fala. agora vamos ver como o povo escreve meu nome, são formas variadas, escolha a sua: Gedênia, Jerdênia (chegou pertíssimo), Gerdênha (o mais comum) e o pior de todos e o responsável por esse post Jardênia: (eu posso com isso?)
mas deixa eu contar a histórinha da Jardênia. estava eu aqui na clínica quando chega um funcionário do ministério do trabalho. ele fez uma entrevista extraoficial com todos os funcionários pra pôr do livro de registro de funcionários. chegou a minha vez, eu soletrei meu nome (G-E-R-D-E-N-I-A) e fiquei despreocupada, né?! então eu recebo a minha carteira profissional da empresa e quando eu olho: JARDÊNIA!!!
eu mereço, eu juro que eu mereço mesmo. porque apesar de todo mundo me chamar de Deni, meu nome é Gerdênia. Deni é apelido de infância devido eu não ter um nome descente.


mas definitivamente, meu nome é Maria.