sexta-feira, 29 de abril de 2011

Sobre ciclos que se encerram.

Conheço o pai do meu filho há mais de quatro anos. Nesse tempo, tivemos altos e baixos, aliás, muitos mais baixos do que altos, que foram compensados quando nosso filho nasceu. Terminamos três meses após o Theo nascer, voltamos alguns meses depois, tivemos outras pessoas. Realmente tentamos, durante algum tempo achavámos que daria certo, mas a não deu. Há mais de uma semana terminamos. Voltei pra casa dos meus pais. O respeito havia acabado, o amor, a amizade. Quem sabe um dia a gente consiga olhar um pro outro e não sentirmos mais mágoa. Quem sabe. Mas hoje, hoje não dá. Seria pedir muito, tanto pra mim quanto pra ele. Foi melhor assim, principalmente para o Theo, que merece um lar (ou dois) com muito carinho. 


Enfim, é isso. Amanhã coloco fotos da nossa páscoa.