quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Sem ânimo, sem paciência e sem perspectiva. Era assim, dia após dia. Quando algum âmbito não vai bem na sua vida, dificilmente se consegue compensar em outro. Eu tentava, contava as horas para estar com meu filho, sentindo o calor do sorriso dele, a paz que aquilo me proporcionava. Cheguei ao meu limite, e para chegar ao meu limite é muito custo. Distribui currículos, falei com conhecidos, e a cada dia parecia mais que nenhuma porta se abriria para mim. Mas tive fé em Deus e em mim. A oportunidade surgiu em um dia que foi tão difícil, tão tortuoso, através desse texto:

Estou precisando de uma assistente maravilhosa. Uma menina que saiba vender com um sorriso sincero e desenrolar os nós de todos os tamanhos. Eu quero uma mágica, uma amiga, uma parceira. Uma pessoa que me ajude como ninguém mais poderia. Eu preciso de alguém que venda meu conceito, minha roupa, minha marca, na loja e na Internet, ou no meio da rua, no meio de uma chuva, onde for. Alguém que vista esta camisa com paixão. Alguém que encare o trabalho como uma luta diária todo dia e que quando deitar a cabeça no travesseiro se sinta uma guerreira vencedora. Eu quero alguém que me complete, mas não concorra comigo. Alguém que queira aprender acima de tudo e que me ensine coisas que eu nunca aprendi. Eu quero alguém isento de frescura do tipo pegar ônibus ou passar pano de chão, mas cheio de frescura na hora de se maquiar ou arrumar as unhas e o cabelo. Alguém que seja diferente de mim. Alguém que seja igual a mim. Eu preciso de alguém que cresça comigo, cresça com minha empresa e nos ajude a crescer. Eu preciso de uma menina rápida, dinâmica, resolvida e independente, de pai, mãe ou namorado. Eu preciso de um anjo. Eu preciso de alguém que saque mídias sociais, marketing de moda e administração de empresas. Alguém “Faz Tudo”. E que busque o crescimento pessoal mais do que qualquer outra coisa. Alguém com inspiração e um pouco de piração às vezes. Uma menina que cative pessoas para fazê-las voltar mais vezes e sentirem em casa. Alguém que tenha opinião própria, mas que também saiba obedecer. Preciso de uma pessoa que seja livre para tomar decisões e segura para ser eu quando eu não estiver presente. Alguém que entenda que a cliente é uma patroa, mas que a nossa opinião é muito importante para ela. Que às vezes só falta um empurrãozinho para que a menina passe logo aquele cartão de crédito. Uma menina que eu possa confiar de olhos fechados. E que encare essa oportunidade não como um desafio, mas como um primeiro passo. Eu preciso de uma menina disposta, todas as horas do nosso expediente. Uma menina surpreendentemente flexível. Uma menina de fé e que tenha admiração pelo atelier. Uma plantadora de rosas pela casa. Se você é essa pessoa, a vaga é sua!


Me candidatei a vaga, fui chamada para a entrevista (a melhor entrevista da minha vida) e quanto mais ela explicava sobre o emprego e as expectativas dela, mais eu queria trabalhar ali. Não haveria assédio moral, não haveriam gritos, humilhações. E principalmente, eu queria muito trabalhar ali, aquele texto foi pra mim.
Dias se passaram depois da entrevista, até que um e-mail fez meu coração sentir paz de novo. A vaga era minha.
Pedi demissão hoje, e dia 15 de fevereiro começo uma nova etapa muito mais linda da minha vida.

Obrigada, Deus.